top of page
  • Foto do escritorAndré Possolli

Plantas medicinais, o cultivo da saúde

A prática da jardinagem por si só foi comprovada por estudiosos como um hábito benéfico para a saúde, demonstrando o poder da conexão do ser humano com a natureza. Além disso, as próprias folhagens e flores dispõe de uma gama incontável de poder de cura.



Separamos algumas espécies que, além de integrarem ambientes como parte do paisagismo, trazem benefícios para a saúde quando consumidas de forma correta.


Hortelã

Sendo uma planta bem resistente e de fácil manutenção, pode ser cultivada em canteiros ou vasos sob meia-sombra, ou sol pleno. Possui propriedades anti-inflamatórias, anestésicas, expectorante entre outros benefícios. Vale ressaltar que precisa de pelo menos 4 horas diárias de sol.




Ora-pro-nóbis

Conhecida por suas propriedades altamente nutricionais, rica em minerais, proteínas, vitaminas e fibras, é amplamente utilizada em tratamentos contra inflamações e cicatrização. É uma planta de sol pleno ou meia-sombra e necessita de um solo bem drenado.





Lavanda

Com inúmeras utilidades em diversos tipos de tratamento como antidepressivo, ansiedade, analgésico, anti-inflamatório e a lista se prolonga. Deu para perceber que os benefícios desta erva aromática vão muito além do olfato e do visual. Fique atento pois é uma planta exigente quanto ao cuidado em seu cultivo. Consulte um profissional e informe onde será cultivada para ter maiores informações sobre sua adubação e rega.




Mastruz

Bem utilizado em questões no trato digestivo, uma das plantas mais tradicionais da lista. Uma trepadeira de grande porte, é considerada uma erva-daninha. De baixa manutenção, gosta de sol pleno e meia-sombra.




Boldo

Muito resistente e de fácil cultivo, gosta de sol pleno e é excelente no tratamento de problemas relacionados à vesícula biliar e ao fígado, auxiliando na digestão de substâncias gordurosas.



Guaco

Conhecido por suas propriedades no tratamento de resfriados e gripes, é um ótimo expectorante, anti-inflamatório para a garganta e broncodilatador. Também é uma trepadeira de fácil manutenção e aprecia sol pleno e meia-sombra.



Erva-doce

Excelente quando utilizada como infusão, é ótima contra dores do sistema digestivo e dor de cabeça. Deve ser cultivada em meia-sombra ou sol pleno. Tenha atenção quanto à rotina de rega e adubação dessa vegetação.



Tanchagem

Pode-se utilizar suas folhas, flores e sementes contendo substâncias cicatrizantes, antidiarreicas e expectorantes. Também é utilizada como cicatrizante. Por ser polinizada com o vento, cresce facilmente em ambientações variadas e por vezes é considerada como erva daninha.



Camomila

Muito conhecida por suas propriedades calmantes, também auxilia no tratamento de cólicas menstruais e resfriados. Fortalece o sistema imunológico e aprecia sol pleno e meia-sombra.



Vinca

Uma planta exigente quanto ao solo em que vai ser cultivada, possui folhas que auxiliam no tratamento da caspa, hipertensão e na diminuição de febre.  



Fáfia

Uma planta com inúmeros benefícios medicinais, auxilia no sistema imunológico, usado como tônico e calmante, também é utilizada como analgésico. Seu solo deve ser úmido e fértil, mas nunca encharcado pois pode levar ao apodrecimento de suas raízes.



Erva-cidreira

Esta variação se trata da Melissa Officinalis, diferente da Lippia Alba de flores lilás e amarelas, essa espécie é comumente utilizada como chá anti-inflamatório, além de possuir outras propriedades como antinevrálgico e antiespasmódica.  



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page