top of page
  • Foto do escritorAndré Possolli

Hortas em casa

O cultivo do próprio alimento dentro de casa é mais fácil do que se imagina. Hoje repassamos algumas dicas para os cuidados em pequenos espaços e para se adequar à sua rotina.



Temperos frescos ao alcance das mãos, além de tornar seus pratos interessantes, trazem mais saúde para sua rotina alimentar. Para tornar algo parte da sua rotina é interessante que você crie uma conexão com a prática, ou seja, pequenos rituais viram hábitos. É interessante nesse caso que a escolha das ervas seja alinhada com o que você utiliza na sua cozinha no dia a dia, de maneira que ao cozinhar você já estará conectado à sua horta.


Pequenos espaços podem comportar farmácias vivas, hortas e temperos. Um ponto a ser levantado é que a maioria das hortaliças gosta de pelo menos 4 horas de sol diárias, então em uma varanda ou uma cozinha bem iluminada você consegue criar espécies para seu consumo.


O plantio pode ser feito em estruturas suspensas, vasos, jardineiras e afins, o importante é que o solo seja bem drenado e fofo, visto que hortaliças possuem raízes leves e tem dificuldades de crescimento em solos compactados. Atenção também às regas para manter o solo sempre úmido, porém nunca encharcado. Geralmente 3 dias por semana é o ideal, e a recomendação é que seja feita no fim do dia para que as plantas tenham toda noite para a absorção sem interferência na temperatura da água e na superfície.


Cada espécie apresenta uma exigência diferente, e a colheita é muito importante para que as espécies não cresçam em exagero e briguem por nutrientes entre si. Assim como em qualquer outro reino, algumas plantas são incompatíveis para plantio conjunto, outras já são companheiras, verifique qual a afinidade delas na hora do plantio para uma colheita bem sucedida.


As espécies que geralmente não vão bem em conjunto pertencem a mesma família, motivo pelo qual há essa disputa de nutrientes. Algumas espécies companheiras são:


  • Espinafre e morango

  • Manjericão, orégano e manjerona

  • Alface, cenoura e beterraba

  • Alecrim, sálvia e tomilho


Espécies que não combinam no mesmo plantio:


  • Capim-santo e alface

  • Couve e tomate

  • Morango e batata


Separamos também algumas queridinhas com dicas de cuidado, confira:


Manjericão

Seu perfume intenso tem a função de atrair polinizadores, mas isso também acaba atraindo pragas, geralmente basta retirar os bichinhos manualmente.





Salsinha

Opte por mantê-la em lugares sem muita insolação direta e frescos. Ela se adapta melhor a climas mais amenos.




Cebolinha

Aprecia bastante luz solar direta, de 4 a 6 horas diárias, tenha cuidado com a temperatura, se exceder a 25° C tome cuidado com a insolação para que suas folhas não ressequem e queimem.




Alecrim

Um poderoso repelente natural, é possível realizar sua colheita cerca de 90 dias após o plantio, além de possuir flores comestíveis.



Tomilho

Um tempero que é consumido exclusivamente fresco, ótima opção de sabor marcante para se ter em casa. O solo deve ser bem drenado e arenoso.



Hortelã

Em jardineiras procure planta-la de forma isolada, já que ela é vista como erva invasora. As podas também precisam ser regulares.



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page